Molho de pimenta artesanal é a nova febre no Paraná

foto de pimenta

 

Depois que o mercado de cerveja artesanal virou moda e deu a chance aos paranaenses de terem onde matar sua sede pela bebida, agora é a vez de o estado provar sua vocação produtiva e a fome pela pimenta. Com molhos artesanais, grupos de amigos têm se reunido e usado a exclusividade como principal ingrediente em novas receitas. O resultado é uma variedade quente em feiras, mercados públicos e na internet. Como reflexo, para os produtores o ramo vai de vento em popa. Nas plantações, nos últimos dez anos, houve um crescimento de mais de 200% na produção do condimento no Paraná (veja gráfico). O estado é o 13º colocado no ranking nacional da especiaria, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em Colombo, região metropolitana de Curitiba, o agricultor Érico Luízio Gasparin percebeu essa tendência há quatro anos. Ele deixou de produzir tomates para apostar firme na pimenta. Mesmo depois de ter perdido por excesso de chuva 25 mil dos 45 mil pés que plantou este ano, ele diz não trocar a hortaliça por nada. A safra, que vai de outubro a abril, rendeu seis quilos por pé – 12 toneladas no total em uma área de 1,2 hectare. O quilo é comercializado a R$ 8,10, o que permite um lucro de cerca de R$ 10 mil. “Para este ano pretendo aumentar o plantio para 25 mil pés da variedade Dedo de Moça [mais vendida] e 25 mil pés de outras 14 espécies. O que eu produzo, vendo tudo. Venderia mais, se tivesse”, relata.

Desde que se apaixonou por pimenta ao acrescentar o condimento em um risoto, o empresário curitibano Fabrício Piccinini resolveu pesquisar o assunto. Em 2015, após muita comida apimentada, entrou no mercado. Primeiro criou uma loja virtual, hoje com 160 produtos disponíveis. As vendas inspiraram novos projetos e após o sucesso de 100 frascos de uma receita que fez sob encomenda para a banda Motorocker, ele criou a própria marca: Brutus Sause. “Hoje, a pimenta para mim é um refúgio e uma aposta no que, no futuro, pode ser o meu primeiro negócio”, projeta Piccinini.

Produção de pimenta no Paraná

Crescimento na demanda pelo produto ajudou a impulsionar o cultivo no estado na última década.

pimenta-artesanal_05

ScreenHunter_92 Aug. 30 16.22

Marcos Tambelini

COMPARTILHE

Deixe sua resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*